• Do contrato social
Um dos mais importantes tratados políticos da história, em nova tradução e com prefácio de Maurice Cranston, especialista na obra de Rousseau. “O homem nasceu livre, e em toda parte vive acorrentado. O que se crê amo dos outros não deixa de ser mais escravo que eles. Como essa mudança se deu? Não sei. O que a pôde tornar legítima?” Este é o famoso enunciado que abre Do contrato social, tratado político escrito pelo filósofo Jean-Jacques Rousseau e publicado pela primeira vez em 1762. Polêmico e controverso, o livro suscitou um debate que dura até os dias de hoje e que atravessa muitos campos do conhecimento humano. Rejeitando a ideia de que qualquer um tem o direito natural de exercer autoridade sobre o outro, Rousseau defende um pacto, o “contrato social”, que deveria vigorar entre todos os cidadãos de um Estado e que serviria de fonte para o poder soberano. Aos olhos de Rousseau, é a sociedade que degenera o homem, ele próprio um animal com pendor para o bem. Extraído de uma obra maior, “iniciada outrora sem ter consultado minhas forças e abandonada faz tempo”, este é um livro que trata de questões ligadas à política e à lei, à liberdade e à justiça. A sociedade imaginada por Rousseau foi considerada por muitos um modelo de totalitarismo, e para outros foi uma poderosa declaração de princípios democráticos. Esta edição inclui prefácio do cientista político Maurice Cranston, em que ele examina as ideias políticas e históricas que influenciaram Rousseau. Jean-Jacques Rousseau nasceu em Genebra em 1712. Passou seus últimos anos na França, onde morreu em 1778.
Informações técnicas
Número de Páginas 199
Ano de Publicação 2016
Editora PENGUIN - COMPANHIA
Autor JEAN-JACQUES ROUSSEAU
ISBN 9788563560223
Comprimento (cm) 20
Largura (cm) 13
Altura (cm) 1,2

Do contrato social

  • R$44,90
  • R$38,17


Participe de nossas news com promoções e novidades!